Reactivando um morto!

Este «blog» nasceu para nele ficarem notícias sobre as investigações que há mais de quinze anos venho fazendo sobre as redes estrangeiras de espionagem em Portugal durante a Segunda Guerra e que já deu azo a três livros. Depois surgiu a ideia de que ele funcionasse como arquivo do que fosse surgindo como informação relevante para o meu trabalho. A verdade é que ele acabou por ser nem uma coisa nem outra. Ficou parado, com um asteróide petrificado no vazio do espaço. Neste dia de chuva, decidi-me. Vou reactivá-lo: com o que fiz, com o que farei e com aquilo que posso fazer. Veremos. Aliás tenho um livro em fase final, com um mês de atraso e outro na forja. E tenho mais novidades, se me permitem a vaidade, que a seu tempo virão ao de cima. Vamos pois reagir!