Salazar e Franco: o encontro secreto

Image hosting by Photobucket

Eram 10 da manhã do dia 10 de Fevereiro de 1942. Ao chegar à Rua da Imprensa à Estrela para iniciar mais um dia habitual de funções, nesses tempos conturbados da II Guerra, o secretário de Oliveira Salazar, constata, perplexo, a ausência do Presidente do Conselho de Ministros. Mas pior: feitos uns contactos entre os círculos que naturalmente deveriam estar a par de qualquer deslocação de Salazar, rapidamente se conclui que ninguém estava prevenido para qualquer eventual saída ou motivo para ausência.
A situação assume foros de paroxismo quando se acrescenta ao rol dos faltosos mais um nome: também o Director da PVDE, o capitão de infantaria Agostinho Lourenço se não achava no seu posto na António Maria Cardoso, nem na residência sita a Avenida Barbosa du Bocage.
Onde estariam todos? Eis a história que conto aqui.