O mistério de uma carta romena


A carta fora expedida da Roménia. Nas costas do envelope consegui decifrar a rua de onde partira, a 9 de Abril de 1939, governava o Rei Carol II em ditadura, o qual depois se refugiaria em Portugal.
Lendo-a com atenção conclui que fora expedida da localidade de Cluj. Quem a expedira escrevera mesmo o nome da rua, a Regele Ferdinand e o número da porta.
Girando a roda do tempo encontrei o ponto de partida. Está aqui.
Com paciência tento agora decifrar o destino. Nisso o seu autor foi lacónico. Escreveu apenas AKO, e a cidade de Zürich na Suiça, a Elvetia como se designa em romeno. Os significado são múltiplos. No canto superior esquerdo consta a palavra alemã "Presirätsel", que equivale a "concurso". Poderia ser uma candidatura à Akademisches Kammerorchester de Zürich?
Também não consegui decifrar o segundo nome do remetente. O primeiro é Josef. O apelido talvez "Kauntz".
Que mistério encerraria tal envelope, que comprei numa venda de rua, nas arcadas da Reitoria da Universidade do Porto?
E que faria ela, saída daquele remoto lugar romeno, destinada à Suiça, agora ali, entre outras, na cidade do Porto?