De Praga para Berlim, de Berlim para o Porto


O mundo de ontem. A firma Aldez & Ko. estava instalada em Praga. Dedicava-se ao comércio de artefactos metálicos para vestuário. Um seu empregado escreveu para Berlim um postal no dia 16 de Junho de 1943: de fivelas para cintos, a carretos para máquinas de costura, passando por fechos éclair, colchetes e intimidades que tais.


Tratava-se de com ele responder, negativamente aliás, a um pedido de um colaborador da Rádio alemã, Luís de Lyra-Passos, no sentido de assegurar a representação da empresa em Portugal.
Duas circunstâncias tornam tal correspondência insólita: primeiro que aquele radialista receba em tal qualidade um postal com esta natureza; segundo que eu o haja encontrado à venda, numa rua do Porto, ali para os lados do Bolhão, entre papelada velha de adelo.
Sintomático o modo como termina: «Heil, Hitler!». Com ponto de exclamação e tudo.